Curiosidades

A distribuidora odiada pelos gamers – Conheça as polêmicas causadas pela EA

A Electronic Arts foi fundada por Trip Hawkins juntamente com seus colegas William Gordon e Tom Mott, no ano de 1982, mais precisamente no dia 28 de maio.

Nos primeiros anos de sua fundação, a marca fez um enorme sucesso, além de funcionar como um selo para os jovens talentos de criação, seu nome era exposto em várias campanhas publicitárias.

Em 1986, a empresa inaugurou uma subsidiária no País de Gales, Europa, e rapidamente começou a exportar seus jogos para diversos países do continente, conseqüentemente, viu que era muito mais rentável adquirir estúdios menores, mas, com muitos profissionais talentosos e com portfólio de jogos bilionários e rentáveis.

Com essa eficiente e ousada política de crescer comprando pequenos estúdios, a marca adquiriu a produtora Maxis, responsável pelos sucessos como The Sims e SimCity, chegando a faturar mais de US$2,97 bilhões em 2004.

O crescimento da Electronic Arts

Com tanto sucesso e o mercado de games aumentando, o crescimento da distribuidora foi inevitável, ela passou a adquirir cada vez mais produtoras tornando-se uma das maiores e mais valiosas empresas de games do mundo.

Para administrar melhor o enorme crescimento da empresa, a EA criou quatro divisões para distribuir as categorias como:

EA BioWare

Nos siga nas redes sociais!

Acompanhe de perto as novidades do universo "Mais play", games, geek, frase e muito mais!

Divisão responsável principalmente com o desenvolvimento de jogos de RPGs.

EA Maxis

Voltada para games de estratégias, como de The Sims, e responsável pela criação de games baseados em livros e filmes famosos.

EA Sports

Responsável pela produção de jogos esportivos licenciados como FIFA, NBA, NASCAR, NFL, entre outros.

EA Games

A maior divisão da empresa, responsável pela criação de games de corridas, guerra e ação/aventura como Mass Effect, Need for Speed, Battlefield, entre outros.

Confira agora algumas produtoras que a EA adquiriu ao longo dos anos:

  • BioWare
  • Respawn Entertainment
  • EA DICE
  • PopCap Game
  • EA Vancouver
  • EA Tiburon
  • Criterion Games
  • EA Mobile
  • Firemonkeys Studios
  • DICE Los Angeles
  • Ghost Games
  • Industrial Toys
  • The Sims Studio
  • Chillingo
  • Motive Studios
  • EA Montreal
  • Spearhead
  • BioWare Austin LLC
  • Electronic Arts Victor
  • EA Swiss Sarl
  • EA Singapore
  • Electronic Arts Nederland B.V.
  • Firemint
  • Stupid Fun Club
  • Electronic Arts Ltd
  • Electronic Arts K.K.
  • Electronic Arts Korea LLC
  • PlayNation
  • Electronic Arts Romania SRL
  • ABC Software
  • Vision Software
  • Tirubon
  • Electronic Arts Finland OU
  • The Capture Lab Inc.

Visando a enorme importância da distribuição digital, e trazer ainda mais comodidade para os apaixonados por games, a empresa decidiu apostar em vender seus produtos por meio de downloads pela Internet, onde o usuário paga uma taxa que dá o direito de baixar o jogo escolhido.

A EA também investiu e criou a plataforma Origin Acces, serviço de assinatura para PC com pagamento trimestral ou anual, que permite o acesso a todos os games do catálogo, incluindo os pré-lançamentos.

Mesmo com o crescimento em ascensão, sucesso, bons jogos, a EA deu uma escorregada e começou a ser mal vista pelos gamers.

EA passa a ser a distribuidora mais odiada pelos gamers

Você deve estar pensando, como uma empresa tão conceituada passa a ser odiada?

Pode até parecer exagero, mas ao longo dos anos a EA só gera antipatia, com tantos relatos e polêmicas envolvendo a distribuidora, por esse motivo, ela acabou gerando um imenso impacto negativo entre os gamers.

Muitos acontecimentos alteraram a percepção do público e do mercado sobre a empresa, e não demorou muito para que a EA fechasse algumas produtoras ao redor do mundo.

Em um movimento estratégico e corajoso, em 2004 a marca adquiriu de uma só vez 20% da Ubisoft, terceira maior produtora independente do mundo, tornando-se a maior acionista individual, entretanto, seis anos mais tarde a EA vendeu a sua parte onde, segundo uma fonte da Ubisoft, não fazia nada com sua participação.

Veja algumas atitudes que fizeram uma grande distribuidora receber o titulo de pior empresa dos Estados Unidos por dois anos seguidos, em 2012 e 2013.

A polêmica das Microtransações

Popular nos games gratuitos, as microtransações são uma forma dos desenvolvedores receberem uma monetização pelo seu trabalho, já que os gamers não pagam para jogar, por esse motivo, eles vendem roupas, armas, equipamentos, entre outros itens.

O problema é que a marca “abusou” com as microtransações em seus games que já são pagos causando uma enorme revolta entre os usuários, afinal, os jogadores já pagam pelo desenvolvimento desse conteúdo na compra do jogo, e não veem a necessidade de comprar itens.

Devido a tantas polêmicas envolvendo as microtransações, a EA acabou ganhando a fama de ser uma distribuidora que só pensa em dinheiro, e só precisa de uma desculpa para tirar o seu.

Mesmo depois de tanta polêmica, não demorou muito para que a distribuidora se envolvesse em uma nova, agora com os Loot Box.

Loot Box

Os Loot Box, aquelas famosas “caixas” de recompensas que são dadas aos jogadores ao longo o jogo, por exemplo, como um prêmio por ter aumentado o nível do personagem, ou até mesmo completar uma fase sem desistir, tem dado o que falar no mundo dos games.

Muitos têm comparado os Loot Box com jogos de azar, além de criar um “lucro emocional”, nem sempre o jogador recebe algo que vai lhe ajudar, além disso, para abrir a caixa você precisa utilizar as moedas do próprio game ou até mesmo comprar com dinheiro real.

Novamente a EA causa polêmica, desta vez envolvendo Loot Box e os excessos de Microtransações que afetaram alguns games, foi o caso de Star Wars: Battlefront II, o jogador precisava jogar 40 horas para ter personagens clássicos do filme, ou pagar em dinheiro real.

Fechamento de produtoras e o cancelamento de games renomados

A EA parou de focar nos desenvolvedores e ver o jogo como uma arte, e passou a enxergar como mais lucrativo do que criativo, conseqüentemente, muitos jogos foram cancelados e produtoras fechadas.

A empresa acreditava que se não vendessem bem é porque o jogo não prestava, por esse motivo, a EA cortou diversas franquias amadas por fãs, ela arruinava vários lançamentos devido ao fato de lançar rápido, dar palpite e modificar coisas que achava que não era bom para o game, sem se preocupar com os fãs.

Assim aconteceu com as produtoras responsáveis por grandes sucessos do mundo dos games, pouco tempo depois de adquirida pela empresa foram fechadas porque a EA decidiu que o desenvolvedor não é mais lucrativo. Confira abaixo algumas produtoras promissoras que foram fechadas pela EA.

  • Bullfrog Productions
    • Quake III Arena, Theme Park Inc e Syndicate Wars.
  • Westwood Studios
    • Earth & Beyond, Monopoly, Command & Conquer: Red Alert e Lands of Lore: Guardians of Destiny.
  • Origin Systems
    • Wing Commander: Prophecy, Wing Commander II: Vengeance of the Kilrathi e Wing Commander III: Heart of the Tiger.
  • Black Box Games
    • NASCAR 2001, Sega Soccer Slam, Need for Speed: Underground, Need for Speed: Carbon e Need for Speed: Word.
  • Phenomic Game Development
    • SpellForce 2: Shadow Wars, BattleForge e The Settlers.
  • NuFX
    • Fight Night 2004, NBA Street Vol. 2 e March Madness 2004.
  • Pandemic Studios
    • The Sabouter, O Senhor dos Anéis: Conquest, Destroy All Humans! 2 e Mercenaries 2: World in Flames.
  • PlayFish
    • Gangster City, Poker Rivals e MiniGolf Party.
  • DreamWorks Interactive
    • Medal of Honor, Command & Conquer 4: Tiberian Twilight, Boom Blox Bash Party e Star Wars Battlefront II.
  • Victory Games
    • France 1944, Gulf Strike e James Bond 007 Assault Game.
  • Mythic Entertainment
    • Starship Troopers: Battlespace, Dungeon Keeper e Independence Day Online.
  • Maxis Software
    • SimPark, Spore, SimCity e The Sims.
  • EA Salt Lake
    • Tiger Woods PGA Tour 2001, Madden NFL 08, Littlest Pet Shop: Spring e Hasbro Family Game Night.
  • Visceral Games
    • The Simpsons Game, Dead Space, Dante’s Inferno e Battlefield Hardline.
  • Waystone Games
    • Dawngate.

Muitos games que eram produzidos quando aconteceu o fechamento das produtoras não foram transferidos, até mesmo os games que já estavam pela metade foram deixados para trás. Atitude que não agradou muito o público.

Fazer apenas bons jogos não é o suficiente para agradar o público, eles esperam que a empresa seja clara e sincera em relação aos seus atos, os excessos de polêmicas envolvendo a EA tiraram o brilho dos olhos de seus usuários.

A Electronic Arts tem tudo para limpar essa imagem de não ser uma boa empresa, mas, ela precisa melhorar as suas ações e atitudes no mundo dos games e olhar mais para o público, afinal, o seu sucesso vem deles.

Curiosidades

Você sabia que o fundador da Electronic Arts deixou a empresa 10 anos depois da sua criação?

Mesmo com uma empresa promissora, gerando lucro, no auge do sucesso, Trip Hawkins, se arriscou em um novo projeto e criou, em parceria com empresas como a LG, TimeWarner, a própria EA, entre outras, o console 3DO Interactive Multiplayer.

Foi um desastre!

O console era moderno, inovador, mas muito caro. E quando saiu o PlayStation 1, que fazia exatamente tudo o que o 3DO fazia só que mais barato, o vídeo game foi esquecido.

Depois de abandonar o console a 3DO Company passou a desenvolver e publicar jogos para outros videogames, mas faliu em 2013 porque não conseguiu vender nada.

Todos esses acontecimentos causaram certo desconforto em seus admiradores, esses motivos que citamos a cima contribuíram e muito para a EA ser mal vista pelos gamers.

Se você pudesse, o que diria para o CEO da empresa para melhorar a imagem da EA?

Você já teve alguma experiência negativa com a EA? Compartilhe com a gente!

Fontes:

Nos siga nas redes sociais!

Acompanhe de perto as novidades do universo "Mais play", games, geek, frase e muito mais!

0 Compart.
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
Pin